Perguntas Frequentes Sobre DRGE

A Doença do Refluxo melhora ou piora com o tempo?
A evolução desta doença depende de vários fatores. De modo geral, a doença do refluxo tende a piorar com o tempo, principalmente se o paciente ganhar peso e não seguir as orientações do tratamento fornecidas pelo seu médico. Pacientes com doença inicial e sintomas ocasionais poderão ficar assintomáticos por tempo prolongado se seguirem o tratamento adequadamente. Os pacientes que não tratam a doença adequadamente podem apresentar complicações, como úlcera, sangramento e estenose (estreitamento) do esôfago. Em poucos casos, a inflamação crônica pode facilitar o aparecimento do esôfago de Barrett (alteração na mucosa ou revestimento do esôfago), que predispõe ao câncer do esôfago.

A doença do refluxo pode causar câncer?
Em poucos casos, a inflamação crônica pode facilitar o aparecimento do esôfago de Barrett (alteração na mucosa ou revestimento do esôfago), que predispõe ao câncer do esôfago.

Quando se deve fazer a cirurgia?
O seu médico poderá ajudá-lo a decidir se a operação é a melhor opção para você. Esta decisão deverá ser tomada após considerar alguns dados, como: há quanto tempo você tem a doença; a intensidade dos sintomas e da doença; sua idade; sua resposta ao tratamento clínico; se você tem outras doenças que podem aumentar o risco da operação; e sua preferência quanto a tomar medicação continuamente ou ser submetido a um procedimento cirúrgico que elimina a doença definitivamente.

Do que e feito esta nova válvula?
A válvula é feita com os tecidos do próprio organismo. Não é colocado nenhum material estranho. A válvula é confeccionada de maneira muito simples: a parte final do esôfago é completamente envolvida pelo estômago, de modo a comprimir o esôfago e impedir o refluxo.

Porque após a cirurgia se tem dificuldade para engolir?

A dificuldade ocorre por duas razões:

  • A diminuição da movimentação e edema (inchaço) do esôfago, quando submetido a qualquer manipulação cirúrgica;
  • As lesões inflamatórias provocadas pela doença do refluxo gastroesofágico atuam diminuindo sua movimentação normal.

Vou poder tomar refrigerante após a cirurgia?
É melhor evitar bebidas com gás, como refrigerantes, cerveja e água mineral com gás nos primeiros meses. Mesmo sem ingerir bebida com gás, é comum que o paciente tenha excesso de gás no estômago ou na barriga. O excesso de gás é devido à dificuldade do paciente arrotar nas primeiras semanas ou mesmo meses.

O estômago diminui de tamanho com a cirurgia?
É comum que o paciente tenha a impressão de que o seu estômago diminuiu de tamanho e que a sua capacidade volumétrica para comer ficou menor. Esta sensação é temporária e geralmente dura poucas semanas. A dificuldade para engolir, associada a esta sensação de redução no tamanho do estômago, faz com que a maioria dos pacientes perca peso. A quantidade de perda de peso é variável, 3 a 7 kg em média.

Porque as vezes os pacientes que fazem a cirurgia tem soluço?
É comum apresentar soluço. Não se preocupe. Ele desaparece em poucas horas ou dias. O soluço geralmente ocorre após ingestão rápida de alimentos, principalmente se forem muito gelados ou quentes.

Portuguese English German Italian Spanish

Depoimentos

Agende sua Consulta

Hérnia inguinal, Hérnia Epigástrica, Hérnia Umbilical, Hérnia Incisional, Hérnia de Parede Abdominal, Hérnia Femoral, Hérnia de Hiato em Curitiba